sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Um Jardim de Temperos


Se você não dispõe de espaço para ter sua pequena horta, que tal cultiva-la em sua varanda ou mesmo na sua área de serviço ou no seu jardim? Veja agora alguns temperos, que não podem faltar em casa, com algumas dicas para serem melhor aproveitados:

CAPUCHINHA - Por volta do século XVI os franceses descobriram a capuchinha como um ótimo ingrediente para compor saladas. Pode ser plantada em lugar que receba bastante sol. Além de comestível, essa planta é muito ornamental, dando flores em tons de laranja, rosa e amarelo. Eu particularmente só conheço as espécies laranja e vermelha.

ORÉGANO - é uma das marcas registradas da cozinha italiana. Gosta de luminosidade e é perene (seca no inverno e rebrota no verão). Dica: Deve ser acrescentado aos pratos quando já estiver quase no ponto, pois o sabor desse tempero se perde com o calor o sabor desse tempero se perde com o calor.

HORTELÃ - Segundo a mitologia grega, a hortelã era a ninfa Menta, que foi transformada em planta e cruelmente condenada a crescer nas entradas das cavernas, que davam acesso ao inferno. A vilã, que resignou esse castigo a Menta, foi a deusa Perséfone, que se sentiu traída pelo deus Plutão. Gosta de luminosidade e é perene (seca no inverno e rebrota no verão). Dica: Se colocada em chapa quente serve para aromatizar o ar.

SÁLVIA - Os Romanos acreditavam que este tempero era mensageiro de sorte e saúde. Gosta de luminosidade, é perene (seca no inverno e rebrota no verão). Deve ser replantada após três ou quatro anos. Dica: Sachês de folhas secas de sálvia são ótimos para perfumar armários e afastar traças. Uma particularidade dessa planta quanto ao cultivo é que ela prefere solos mais pobres em matéria orgânica. Por isso, utilize apenas o húmus de minhoca a cada 90 dias e tome muito cuidado com as regas. A sálvia detesta encharcamento.

ALECRIM - Boa para temperar: refogados e assados de carnes de porco, cabrito e carneiro. Recomenda-se usá-lo com moderação, pois tem um sabor um pouco forte. O Alecrim gosta de muita luminosidade e é perene (seca no inverno e rebrota no verão). Dica: Aconselha-se também o uso do alecrim para casos de cansaço no peito, tosses e catarro.

TOMILHO - Foi muito usado como incenso nos templos da Grécia Antiga, além de servir como amuleto para os cavaleiros que saíam para as Cruzadas. Gosta de luminosidade e é perene (seca no inverno e rebrota no verão).Dica: Sachês feitos com as folhas e flores repelem traças.
FONTE: http://www.cantoverde.org/jardim4.htm

2 comentários:

Andrea disse...

Eu já tive um canteirinho com temperos em casa. Não tive mais tempo para me dedicar, mas penso em fazer novamente.
Que saudades do coentro!!!

Edilza disse...

Conheço um ditado e o trouxe para minha vida que diz o seguinte:
"Se você quer ser feliz por um dia, beba bastante.
Se você quer ser feliz por um mês, case-se.
Mas se você quer ser feliz para sempre, plante!".
Então não desista.
Forte abraço,
Edilza